Minha Biografia

A MINHA BIOGRAFIA
Nasci no dia 13/11/1949 no sitio baixa Limpa município de Nossa Senhora da Glória-Sergipe. Filho de Maria Ceciliana de Jesus. Pai não conheci, minha mãe era solteira. Aos sete anos fui para escola. Aos nove anos tive que parar de estudar para ir trabalhar na roça. Minha mãe adoeceu e foi pedir esmola. Aos 12 anos eu lutava para que ela deixasse de pedir, eu não conseguia ganhar o suficiente para o sustento. Aos 18 anos e meio eu me casai com Maria Dagraça. =Trabalhei na roça de seu Toinho, ex; prefeito, Manoel Nicola, Zé de Henrique, Zé Augusto da Baixa Limpa, Justo Andrade e muitos outros foram meus patrões. Em 1973 eu só tinha a 2a série e fui ensinar alfabetização de jovens e adultos. Em 1975, fui contratado professor pela prefeitura de N.S. da =Glória. Estudei dai pra frente, sozinho, fiz o ginásio por correspondência. Em 1979 eu me transferir do sitio para a cidade, onde fiz o curso de magistério e me aperfeiçoei mais um pouco. Trabalhei com o Padre Gregório ajudando nos trabalhos paróquias. Na cidade trabalhei com o prefeito Elon Oliveira, este desenvolveu uma boa administração o o primeiro prefeito a valorizar o funcionalismo municipal.Com ele eu fui Diretor de serviços tributários da prefeitura, trabalhei também na biblioteca municipal, Fui supervisor da merenda escolar. Em 1982, fui eleito vereador segundo mais votado, tive um mandato de seis anos. Em 1983, passei no concurso do Banese, (Banco do Estado de Sergipe) trabalhei na agência de Nossa Senhora da Glória e em 1985 fui requisitado pelo Prefeito Antonio Alves Feitosa onde fui nomeado Secretário Municipal de educação, fiquei até 1988, quando fui para reeleição e perdi por dez votos. Retornei para o banco em 1989, em 1990 eu fui ser caixa na cidade de Laranjeiras, ainda em 1990 fui transferido para Aracaju onde fique até 1995, aderir o PDV (Pedido de Demissão Voluntária), Fui taxista em Aracaju de 1996 até 1999. Em 1997 passei em um concurso para professores do estado de Sergipe, mas, só em 2001 fui nomeado, em 2002 passei no vestibular pela Universidade Estadual Vale do Acaraú -UVA, Colei grau no curso de Pedagogia, em 04 de Novembro de 2005 e em final de 2008 me especializei em gestão da educação. Trabalhei na Escola Estadual Poeta Jo´s Sampaio no Parque dos faróis e em 2002 fui transferido para a escola Estadual Marinalva Alves em Nossa Senhora do Socorro,ajudei a direção daquela escola como presidente do Comitê Comunitário da escola. Em 2012 fui convidado pelo meu colega de trabalho José Laudisson diretor da DRE 09 para coordenar o Polo do Pré Universitário em Nossa Senhora da Glória e também gerenciar os projetos Mais Educação e o Programa do Livro Didático na Diretoria Regional de Educação. Completando o meu dever no final de 2013 me aposentei e hoje moro em uma Chácara no velho torrão que nasci. E me sinto realizado em ter cumprido o meu dever e contribuindo com a Educação da minha terra, agradeço primeiramente a Deus por ter me proporcionado a aprovação no concurso de professor e ter me formado e me especializado em Gestão da Educação. Quem foi inteligente aproveitou a minha coragem e dedicação no trabalho. Agradeço também a todos os colegas de trabalho das escolas que passei e em especial ao professor José Laudisson Rezende diretor da DRE 09 que me trouxe de volta pra minha terra onde hoje vivo feliz com a minha esposa Maria Dagraça e abraçando velhos amigos.Tenho orgulho de Ser gloriense e esta é parte da minha vida.

sexta-feira, 31 de julho de 2015

MEU LIVRO DE CORDEL

1
Agora eu irei contar
Um pouco da minha vida
Eu vi o tempo passar
Sem amor e sem guarida
Só mamãe para me criar
A minha vida foi sofrida.
2
No ano quarenta e nove
Ainda consigo lembrar
Muita gente se comove
Ouvindo mamãe contar
Eu ainda era bem jovem
Quando comecei a pensar.
3            
Minha mãe era solteira
E vivia a trabalhar
Passou por muita ladeira
Para poder me criar
Mesmo da sua maneira
Ela pode me educar.
4
Passou por várias etapas
Que a vida lhe preparou
Foi muito o seu sofrimento
Mas não me abandonou
Trabalhou pelo sustento
O nosso pão nunca faltou.
                5
Aos quarenta e cinco anos
Era essa a sua idade
No tempo que eu nasci
Foi grande a dificuldade
Lutou sem desistir
E me protegeu com vontade.
                6
O meu pai quando eu nasci
Logo desapareceu
Nunca vi nem um retrato
Nem a cor que Deus lhe deu
Ele foi um pai ingrato
De mim ele esqueceu.
     7
Não quis me reconhecer
Pra sua fortuna não herdar
Procurou me esquecer
E nem seu nome me dar
Cresci sem conhecer ele
Lutei para me formar.
          8
Era de família nobre
E não quis aparecer
Deixou um filho sem pai
Com a pobre mãe a sofrer
Que pela rua vai
Pedir para comer.
                9            
Porque minha mãe era pobre
Ele não quis se mostrar
E com medo de dizer
Que com outra ia casar
Ele tentou convencer
Minha mãe a se calar.
                10
Logo depois eu nasci
Mas ele não quis se aproximar
Nem mesmo para me ver
Só procurou escapar
E minha mãe a sofrer
Comigo para criar.
                11
Mesmo assim eu fui crescendo
Sem pai pra me ajudar
Sem saber quem ele era
Mas ouvia alguém falar
Ô meu Deus quem dera
Um irmão para brincar.
        12
A minha mãe trabalhava
Na roça para comer
Nem um dia ela parava
Lutava pra viver
E não se acostumava
Em sofrer sem merecer.
                13
Um dia ficou doente
E parou de trabalhar
Eu fiquei muito triste
Tive que parar de estudar
Confiar em Deus somente
Que tem para nos dar.
                14
Mesmo assim eu tinha
Alegria de viver
Era pobre mais vivia
Trabalhando pra comer
O cansaço que sentia
Não me fazia sofrer.

VEM  AÍ  MAIS 186 EXTROFES

AGUARDEM  !!!!!!

Nenhum comentário: